09/04/2016

Treze aeroportos de Minas devem ter obras de padronização licitadas

Treze dos 33 aeroportos de Minas Gerais que fazem parte do Programa de Aviação Regional da Secretaria de Aviação do Governo Federal estão mais próximos de ter as obras de padronização licitadas. Estes terminais, segundo a secretaria, já estão com os anteprojetos de engenharia adiantados. Muitos deles possuem licenças ambientais encaminhadas. Caxambu, no Sul de Minas, e Governador Valadares, no Vale do Rio Doce, foram os últimos municípios a entrar na lista. Juntos, os 33 aeroportos do Estado que participam do programa receberão R$ 815,5 milhões em recursos.
Os 13 terminais em fase mais adiantada são os de Caxambu, Governador Valadares, Araxá, Diamantina, Divinópolis, Janaúba, Paracatu, Passos, Patos de Minas, Poços de Caldas, Salinas, Santana do Paraíso e Varginha. A situação dos empreendimentos foi detalhada pelo secretário de Transportes de Minas Gerais, Murilo Valadares, e pelo diretor de Infraestrutura Aeroportuária do Estado, Marco Migliorini, ao ministro de Aviação, Mauro Lopes, no início da semana.
Modernização
O Programa de Aviação Regional tem como objetivo modernizar e, principalmente, padronizar os aeroportos do Estado, melhorando a mobilidade e garantindo a segurança dos passageiros. Pelo Programa Federal de Auxílio a Aeroportos, a Secretaria já entregou dez Carros Contra Incêndio (CCI) em Minas.
Os terminais contemplados até o momento com CCI são Araxá, Governador Valadares, Ipatinga, Juiz de Fora, Patos de Minas, Diamantina, São João del-Rei, Varginha, Divinópolis e Goianá. Em breve, também devem receber CCIs os aeroportos de Paracatu, Passos e Poços de Caldas.
Caixa
Em todo o país, 270 aeroportos participam do Programa de Aviação Regional. O investimento a ser realizado no país é de R$ 7,3 bilhões.
Os aportes vêm do Fundo Nacional da Aviação Civil (FNAC), composto por taxas e outorgas da aviação e só podem ser utilizados no próprio setor. O dinheiro arrecadado com a concessão dos aeroportos de Confins, Antônio Carlos Jobim, no Rio de Janeiro, e Viracopos, em Campinas, por exemplo, foram para este fundo.
Hoje em dia/Imagem Ilustração

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial