domingo, 18 de novembro de 2018
33 999929633
Política

19/10/2018 às 11h02

Hiago Silva

Jordânia / MG

Anastasia afirma que Romeu Zema vai levar Minas à anarquia
Propostas do rival são ‘sem pé nem cabeça’, acusa campanha tucana
Anastasia afirma que Romeu Zema vai levar Minas à anarquia
Foto Reprodução

Em um vídeo publicado nas redes sociais, o candidato tucano ao governo de Minas Gerais, senador Antonio Anastasia, declarou que as propostas de seu adversário na disputa do segundo turno, Romeu Zema (Novo), podem levar o Estado à anarquia. Na peça publicitária, o político compara sua trajetória à de seu concorrente e diz acreditar que o empresário tenha boas intenções, mas ressalta que não possui preparo sob a ótica da administração pública para reverter a crise fiscal do Executivo.

“Privatizar tudo. Vender as empresas do Estado: Cemig, Copasa, BDMG. Privatizar a saúde, a educação. Colocar 30% dos presos na rua. São propostas completamente sem pé nem cabeça, que não acontecerão e, se vierem, vão trazer ao Estado uma situação de anarquia, uma confusão tão grande que nós vamos nos arrepender e muito no futuro, e breve”, dispara o tucano na peça.

No mesmo vídeo, o senador afirma que cometeu erros no tempo em que permaneceu à frente do comando do Estado, mas não especifica quais são. Questionado sobre isso pela reportagem, Anastasia declarou que todos estão suscetíveis a erros. “Eu não vou detalhar isso. O que disse é que toda a administração pública pode tomar uma decisão que pode ser aprimorada depois. Não há ninguém perfeito. Somos todas criaturas vindas de Deus e, por isso, temos nossas humanas imperfeições. Vamos trabalhar com a consciência tranquila de que fizemos, ao meu tempo, o melhor para o Estado”, garantiu.

Anastasia também disse nessa quinta-feira (18) que espera que o atual governador, Fernando Pimentel (PT), continue tentando solucionar os problemas do Executivo para que o nome que assumir a cadeira do Palácio da Liberdade, em 2019, encontre um cenário econômico melhor do que o atual. A declaração foi dada após o tucano participar de reunião com produtores rurais na Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Minas Gerais (Faemg), em Belo Horizonte.
 
“Ele (Pimentel) não participa mais do (pleito ao) governo, e estamos em crise. Eu espero que a administração siga no seu ritmo, tentando resolver os problemas para que, quando o novo governo assumir, tenha menos problemas do que temos hoje. Tenho certeza de que ele está nesse esforço”, afirmou. Durante a palestra, Anastasia disse esperar ainda que o governador petista não deixe nenhuma “bomba” para o próximo gestor.

Silêncio. Anastasia evitou comentar a propaganda eleitoral de Zema, que vincula o senador a esquemas de corrupção e à velha política. Na peça publicitária aparecem imagens do tucano, sorrindo, ao lado do senador Aécio Neves (PSDB) e dos ex-presidentes petistas Luiz Inácio Lula da Silva e Dilma Rousseff. Ao ser indagado novamente sobre uma questão referente a seu concorrente, o candidato do PSDB foi sucinto: “A campanha de segundo turno é de comparação das propostas que temos, do nosso plano de governo e das trajetórias de cada qual. Eu vou seguir essa linha”.

FONTE: O tempo

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium