Quinta, 18 de outubro de 2018
33 999929633
Brasil

24/09/2018 às 17h51 - atualizada em 24/09/2018 às 17h55

Hiago Silva

Jordânia / MG

Minas tem 135 casos suspeitos de sarampo em investigação neste ano
Secretaria confirma 135 casos suspeitos de sarampo em investigação neste ano em MG
Minas tem 135 casos suspeitos de sarampo em investigação neste ano
Foto Reprodução

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) investiga 135 casos possíveis de sarampo em Minas Gerais, segundo o Boletim Epidemiológico divulgado nesta segunda-feira (24). Das 281 notificações da doença no Estado em 2018, 135 já foram descartados por meio de exames das amostras pela Fundação Ezequiel Dias (Funed).


Até o momento, não foram confirmados casos de sarampo no Estado, segundo a secretaria. Mesmo assim, quatro pacientes apresentaram amostras soropositivas para o vírus para as primeiras coletas. Um caso, referente a um paciente de Poços de Caldas, já foi descartado por análise de isolamento viral do Sarampo na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz). Outras duas notificações, referentes a pacientes de Nova Lima e Passa Quatro, aguardam resultado de novo exame, na Fiocruz.


O quarto caso, de um paciente de Nova Lima, aguarda a realização de diagnóstico diferencial pela Funed, porque o paciente teria feito a vacinação em tempo inoportuno, depois dos primeiros sintomas e antes da segunda coleta da amostra.


Belo Horizonte é a cidade mineira com maior número de casos possíveis de sarampo – 46 notificações, sendo que 32 permanecem sob investigação. Também houve sete casos possíveis em Contagem, dez em Nova Lima e dez em Santa Luzia. De acordo com a SES, o Estado recebeu um grande número de notificações, principalmente provenientes da capital e região metropolitana, devido à maior sensibilização da população e também dos profissionais de saúde, a partir dos atendimentos dos casos suspeitos.


No Brasil, foram contabilizados neste ano 1.735 casos de sarampo, sendo 1.685 casos confirmados pelo critério laboratorial e 50 casos confirmados pelo critério clínico.


Vacinação


Em Minas Gerais, a meta de imunizar 95% do público-alvo foi alcançada na Campanha Nacional de Vacinação contra Pólio e Sarampo. Segundo a SES, o Estado alcançou a taxa de 97%. Considerando as faixas etárias de 1, 2, 3 e 4 anos a Cobertura Vacinal alcançada foi de 94%, 97%, 99% e 97% respectivamente. O total de doses aplicadas da vacina tríplice viral durante a campanha foi de 995.432.


Mas o alerta permanece, segundo o boletim. Realizando uma análise mais aprofundada com coberturas vacinais acumuladas ao longo dos anos em todas as faixas etárias, observa-se que Minas Gerais ainda conta com uma população de 2.632.156 não vacinados com uma dose de tríplice viral (que imuniza contra o sarampo, caxumba e rubéola).


A doença


O Sarampo é uma doença viral, infecciosa aguda, grave, transmissível, altamente contagiosa e comum na infância. Entre os sintomas, estão febre, exantema (manchas avermelhadas que se distribuem de forma homogênea pelo corpo), sintomas respiratórios e oculares.


No quadro clínico clássico as manifestações incluem tosse, coriza, rinorréia (rinite aguda), conjuntivite (olhos avermelhados), fotofobia (aversão a luz) e manchas de koplik (pequenos pontos esbranquiçados presentes na mucosa oral). A evolução da doença pode originar complicações infecciosas como amigdalites (mais comum em adultos), otites (mais comum em crianças), sinusites, encefalites e pneumonia, que podem levar ao óbito. As complicações frequentemente acometem crianças desnutridas e menores de um ano de idade.


A transmissão ocorre de pessoa a pessoa por meio de secreções (ou aerossóis) presentes na fala, tosse, espirros ou até mesmo respiração. Na presença de pessoas não imunizadas ou que nunca apresentaram sarampo, a doença pode manter-se em níveis endêmicos, produzindo epidemias recorrentes.

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium