domingo, 21 de outubro de 2018
33 999929633
Geral

04/10/2018 às 11h47

Hiago Silva

Jordânia / MG

Justiça atualiza pena e goleiro Bruno pode deixar prisão na semana que vem
Bruno foi condenado a 20 anos de prisão pela morte de Eliza Samudio
Justiça atualiza pena e goleiro Bruno pode deixar prisão na semana que vem
Foto:Lucas Prates / Hoje em dia

Preso desde 2010 por orquestrar a morte da ex-namorada Eliza Samudio, o goleiro Bruno Fernandes de Souza está prestes a deixar a prisão. Isso porque a Justiça mineira atualizou o atestado de pena do ex-atleta e informou que ele pode pedir a progressão para o regime semiaberto a partir do próximo dia 13 de outubro.


Condenado a 20 anos e 9 meses de prisão, Bruno já cumpriu 1/3 da sentença. Conforme o Tribunal de Justiça de Minas Gerais, o goleiro teria o direito de mudar o regime de prisão no dia 4 de novembro. Porém, o advogado Fábio Gama solicitou a remição da pena.


O pedido foi analisado pelo juiz Tarcisio Moreira de Souza, da 1ª Vara Criminal e de Execuções Penais da Comarca de Varginha, que contabilizou os dias de trabalho, estudo e leitura realizados por Bruno. Por lei, a cada três dias de atividade no presídio, o preso tem direito a menos um na pena. Somadas as horas, o goleiro teve abatimento de 24 dias na pena.


No regime semiaberto, o preso deixa a prisão durante o dia e retorna à noite. Porém, cada situação é avaliada pelo juiz. No caso de Bruno, a cidade de Varginha, onde ele cumpre a pena na Associação de Proteção e Assistência ao Condenado (Apac), não possui casa de albergados (para cumprimento do regime semiaberto) ou outra instituição onde ele poderia ir apenas para dormir.


Conforme explicou o TJMG, a progressão da pena também precisa ser avaliada pelo Ministério Público antes de ser concebida ao condenado. O advogado de Bruno foi procurado para comentar a situação do goleiro, mas não foi localizado.


O caso
 
Bruno foi condenado, em 2013, pelo homicídio triplamente qualificado da ex-namorada, ocultação do cadáver e sequestro e cárcere privado do filho. Ele chegou a ficar dois meses em liberdade, por causa de uma liminar, entre fevereiro e abril deste ano. Durante o período, atuou pelo Boa Esporte, de Varginha, que disputa a Série B do Campeonato Brasileiro de futebol. 
 
Eliza Samudio desapareceu em 2010 e o corpo dela nunca foi achado. Ela tinha 25 anos na época e era mãe do filho recém-nascido do goleiro. Na ocasião, o jogador era titular do Flamengo e não reconhecia a paternidade.

FONTE: Hoje em Dia

O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook
© Copyright 2018 :: Todos os direitos reservados
Site desenvolvido pela Lenium