Almenara investiga 114 casos de vômito e diarreia registrados em duas semanas - Folha dos Vales

Ultimas

Post Top Ads

Rádio Divisa FM

Post Ads

11 de janeiro de 2019

Almenara investiga 114 casos de vômito e diarreia registrados em duas semanas

A Prefeitura de Almenara, no Vale do Jequitinhonha, investiga as causas de uma possível virose que está causando vômito, diarreia e fortes dores abdominais nos moradores. Cerca de 114 pessoas foram atendidas no Hospital Deraldo Guimarães nas últimas duas semanas. Nesta quinta-feira (10), a Prefeitura chegou a emitir um alerta com cuidados de higiene para que a população se previna.
O Secretário Municipal de Saúde, Leandro Andrade, aponta que houve um pico de registros nas últimas duas semanas e a grande quantidade de pessoas com os mesmos sintomas chamaram atenção.
“Não houve nenhum caso grave, em geral foram atendidos e liberados, apenas aqueles que já estavam com algum outro problema de saúde ficaram um tempo maior em observação. Como foram muitos casos em poucos dias, nosso setor de Epidemiologia colheu amostras de água para tentar identificar se a transmissão dessa doença estaria sendo por esse meio. As amostras foram enviadas à Gerência Regional de Saúde em Pedra Azul, mas os resultados apontam que a água está normal”, explica Leandro.
Ainda de acordo com o secretário, outra hipótese é que a transmissão possa estar ocorrendo pelo ar, uma vez que o município recebeu relatos de casos semelhantes em cidades do Sul da Bahia e também no Espírito Santo.
“É uma época em que as pessoas viajam muito, podem levar e trazer doenças. Colhemos também amostras de sangue de algumas pessoas que estão sendo analisadas e iniciamos investigação por meio de entrevistas com as pessoas que afetadas”, completa.
As medidas tomadas visam descobrir as causas da doença e preveni-la, mas o secretário de saúde aponta que após o pico de notificações, nesta semana os novos casos já tiveram redução de cerca de 80%.
“Recomendamos lavar bem os alimentos, as mãos e, a qualquer sintoma, procurar o posto de saúde mais próximo, pois precisamos das notificações para ter condições de tomar providências”, conclui.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Post Ads