Ad Home

Rádio Divisa FM

Água usada na produção das cervejas da Backer estava contaminada; cervejaria pode perder registro

Amostras recolhidas em tanques da cervejaria Backer, em Belo Horizonte, indicaram a presença de dietilenoglicol na água utilizada pela empresa na produção das bebidas. A informação foi passada à imprensa na tarde desta quarta-feira (15) pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), em coletiva de imprensa.

Apesar da contaminação ter sido confirmada por perícia técnica, o Mapa ainda não sabe informar como ocorreu a contaminação. Hipóteses como vazamento, sabotagem e contágio por uso inadequado do monoetilenoglicol são consideradas pela órgão.

Certo é que, caso seja comprovado o uso incorreto dos insumos, a Backer pode ter o registro cassado. Por enquanto, a cervejaria encontra-se interditada até o fim das investigações.
Aguarde mais informações

Nenhum comentário