Responsive Ad Slot

Vales de Minas

Vales de Minas

Artesãs do Vale do Jequitinhonha vendem peças para grande rede varejista do país

sábado, 25 de julho de 2020

/ Por Hiago
Foto: Divulgação/Sede
Os produtos artesanais em cerâmica, desenvolvidos nas comunidades Coqueiro Campo e Campo Alegre, em Turmalina, no Vale do Jequitinhonha, ganharão as prateleiras de todo o país. Por meio de um empresário paulista, que conhece e admira os produtos desenvolvidos manualmente em Minas, as artesãs fecharam uma parceria e comercializaram, aproximadamente, nove mil peças para uma grande rede de varejo.
O grupo, formado por mulheres de 80 famílias, superou a crise econômica causada pelo novo coronavírus e bateu a marca de R$ 140 mil em vendas. “É muito gratificante ver o resultado do trabalho desenvolvido com as artesãs. Por causa da pandemia, não há nenhuma feira de artesanato ocorrendo no país, portanto não há como comercializar.  A conquista desta venda em grande proporção é a garantia de novas portas e outros mercados”, destaca o Superintendente de Desenvolvimento de Potencialidades Regionais, Frederico Amaral.
O esforço de logística para a entrega das mercadorias na capital paulista foi realizado pela Sede e pelo Instituto de Desenvolvimento do Norte e Nordeste de Minas Gerais (Idene), que descolocaram o caminhão do Programa do Artesanato Brasileiro, do Vale do Jequitinhonha até São Paulo. “Não temos palavras para agradecer o apoio que recebemos nesta venda. A logística de entrega foi fundamental. Estamos passando por momentos difíceis, com baixa nas vendas e a loja fechada temporariamente. O valor que recebemos irá ajudar muitas famílias”, ressalta a presidente da Associação dos Artesão de Coqueiro Campo, Terezinha Lopes dos Santos.
A coleção das peças vendidas para a rede de varejo passou por uma criação exclusiva. A inspiração foi baseada na cultura regional, respeitado o processo da tradição e a identidade cultural. Uma campanha publicitária será desenvolvida pela empresa para lançamento de vendas, valorizando o trabalho das comunidades.  
“Uma luz chegou no fim do túnel. Estávamos desanimadas com a atual situação enfrentada. A experiência com essa venda foi muito boa para nós. Trabalhamos muito para a entrega ser realizada. Estamos felizes com a valorização do artesanato mineiro”, conta animada a presidente da Associação dos Lavradores e Artesãos de Campo Alegre, Maria Aparecida Gomes.
A coordenação de logística e o acompanhamento da entrega dos produtos foi realizada pelo diretor de Artesanato da Sede, Thiago Tomaz. “Temos a certeza do reconhecimento de um produto de tradição. Ficamos felizes de ver que estamos ganhando espaço em lojas de departamento e mostrando a qualidade e a riqueza da cultura mineira”, disse.
Arte Salva
Para otimizar o deslocamento do caminhão que levou as peças artesanais de Minas até São Paulo, foram distribuídas nas regionais do Idene, representadas em 30 cidades das regiões Norte, Vale do Jequitinhonha e Vale do Mucuri, os produtos doados pela Bauduco dentro da campanha Arte Salva. Aproveitando o deslocamento até São Paulo, a entrega foi realizada também em cidades do Sul de Minas. Ao todo, três mil artesãos serão beneficiados. 
Fonte: SEDE - Secretaria de Desenvolvimento Econômico

Mais
© Folha dos Vales - 2017 - 2020
Todos os direitos reservados.