Responsive Ad Slot

Vales de Minas

Vales de Minas

Feira de Artesanato do Vale do Jequitinhonha é realizada virtualmente

segunda-feira, 6 de julho de 2020

/ Por Folha dos Vales

A vigésima primeira edição da tradicional mostra que tem espaço anualmente na UFMG teve de se adaptar ao isolamento social


Trabalho de Marcinho, um dos artesãos da Feira, já pode ser conhecido pelas redes sociais do projetoDivulgação Polo Jequitinhonha / Facebook
A Feira de Artesanato do Vale do Jequitinhonha é realizada desde o ano 2000 no campus Pampulha da UFMG e reúne artesãos de 23 municípios. Em 2020, a vigésima primeira edição do evento, que seria realizada em maio, foi adiada, em função da pandemia do novo coronavírus e das recomendações das autoridades de saúde para evitar aglomerações. 
Como forma de minimizar o impacto financeiro para os expositores, o Programa Polo de Integração da UFMG no Vale do Jequitinhonha e a Diretoria de Ação Cultural organizaram uma mostra virtual, com a divulgação dos trabalhos de artesãos e das associações de artesanato da região nas plataformas digitais. O coordenador da Feira do Vale do Jequitinhonha falou, em entrevista ao programa Conexões, da rádio UFMG educativa, sobre a importância da feira, que é realizada anualmente na Universidade: “É um ambiente impressionantemente bom para as vendas, com muito movimento, em que conseguimos arrecadar na ordem de 200 a 250 mil reais em cada edição. Para os artesãos, é a melhor feira em todo o país, e eles começam a produção para as vendas ainda no ano anterior”, explica.
Cem artesãos, de quarenta e sete associações, de todo o Vale do Jequitinhonha tiveram que interromper os preparativos para a feira em decorrência da pandemia do novo coronavírus. “Nós tivemos uma grande preocupação com o impacto disso sobre a renda dos trabalhadores, mas era o melhor a ser feito, até pela segurança e saúde deles próprios”, argumenta Diniz. 
Realizada de modo virtual, a vigésima primeira edição da feira vai trazer publicações semanais de fotos com descrições do trabalho de cada artesão, disponibilizando o contato dos trabalhadores para que eles possam interagir com os clientes de maneira remota. Para contribuir nesse processo, a coordenação de comunicação do programa Polo Jequitinhonha, da UFMG, criou um projeto que vai produzir e distribuir vídeos tutoriais, que podem ser compartilhados pelo aplicativo Whatsapp, para ajudar na inserção digital das pessoas envolvidas: “Vamos iniciar do básico e ir galgando degraus na transmissão desse conhecimento, até chegarmos num ponto em que cada artesão tenha a possibilidade de constituir uma pequena loja virtual para seu próprio negócio”, explica o coordenador.
As iniciativas da Feira de Artesanato do Vale do Jequitinhonha de 2020 e também aspectos das outras edições da mostra foram discutidas com o coordenador do projeto Sérgio Diniz, nesta quinta-feira, no programa Conexões da Rádio UFMG Educativa.
Mais
© Folha dos Vales - 2017 - 2020
Todos os direitos reservados.