Folha facebook
Pirataria

Anatel apreende 23 mil produtos irregulares em megaoperação antipirataria

Ação em 11 estados faz parte de projeto de combate à distribuição de produtos não-homologados

18/09/2019 23h30
Por: Redação
Foto Reprodução
Foto Reprodução

A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) realizou na terça-feira (17) uma megaoperação em 11 estados que resultou na apreensão de mais de 23 mil produtos, mirando distribuidoras de equipamentos e empresas de produtos de telecomunicações. Os itens confiscados foram definidos como não-homologados ou não-certificados.

Segundo a Anatel, a ação, que envolveu 55 fiscais divididos em 20 equipes, mirava “coibir a comercialização de produtos para telecomunicações irregulares por empresas distribuidoras, fornecedoras e importadoras”, como informa a agência em comunicado.

A agência havia recebido múltiplas denúncias de irregularidades e decidiu investigar. Ao colocar seus fiscais para trabalhar, foram descobertos, principalmente, TV Boxes, transceptores de radiação restrita e equipamentos óticos irregulares, entre outros itens. A Anatel pretende manter a operação ativa por mais alguns dias.

A ação faz parte de um projeto mais amplo chamado de PACP 2019 (Plano de Ação de Combate à Pirataria), na qual a Anatel visa combater a distribuição de equipamentos não-regulamentados.

A agência justifica a medida alegando que os produtos podem até mesmo representar risco à saúde dos usuários, já que os materiais podem ser de baixa qualidade ou contar com componentes tóxicos, além do fato de não terem passado por testes de emissão de radiação. O órgão ainda afirma que aparelhos não-certificados podem causar outros efeitos colaterais ainda mais grave, já que podem interferir em outros serviços críticos, como comunicações aeronáuticas.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários