Anúncio
Pedra Azul

Cejusc de Pedra Azul promove mutirão de conciliação

Atendimentos voltados à cidadania também entraram na programação

26/10/2019 20h42Atualizado há 3 semanas
Por: Hiago
Fonte: TJMG
Foto Reprodução
Foto Reprodução

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG), por meio do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejusc) de Pedra Azul, realizou um mutirão de audiências de conciliação nos dias 22 e 23/10. A ação beneficiou moradores dos municípios de Águas Vermelhas e Cachoeira de Pajeú, integrantes da comarca.

Intitulado Cidade Itinerante, o evento ofereceu atendimentos pré-processuais (nos quais ainda não existe uma ação judicial). Foram feitas mais de 40 audiências, com 29 acordos, e houve mais de 70 encaminhamentos de cidadãos de baixa renda, com orientações sobre diversos assuntos.

Esse público, atendido pelo Centro de Referência de Assistência Social (Cras) e pelo Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), recebeu uma série de serviços para regularização de pendências.

Entre eles, houve a emissão de 68 carteiras de identidade, viabilizada pela Polícia Civil, sob a responsabilidade do delegado regional Amaury Tomaz Tenório Albuquerque e de servidores da corporação; 70 títulos de eleitor, em parceria com o Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE/MG), possibilitados pelo servidores Paula Grunewald e Cláudio Rodrigues; e atendimento à saúde, proporcionado pelos médicos e enfermeiros de cada município. 

Também houve várias atividades voltadas para as crianças.

Futuro

O projeto Cidade Itinerante foi idealizado pela coordenadora do Cejusc, Flávia Braga Corte, com apoio dos servidores do TJMG, da gerente de contadoria Liliane Oliveira, do assistente da direção do Foro no Cejusc, João Pedro Korger, e dos estagiários da comarca, Gabriel Rodrigues e Daniel Santos Cascalho.

Segundo a magistrada, ‘’apesar da excessiva carga de trabalho, me esforçarei para manter contínuo este projeto de levar a solução dos conflitos aos cidadãos de baixa renda.’’

O Ministério Público da Comarca também apoiou o Cidade Itinerante, por meio de seu representante, o promotor Bernardo Dumont Pires, e a 66ª Subseção da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Minas Gerais, com participação dos advogados Armendes Moreira, Caio Cesar Cardoso e Manoel Linton Nascimento.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários