Anúncio
Brasileirão

Botafogo frustra torcida, cai para o Cruzeiro e flerta com Z-4

Raposa bate o botafogo no Rio e, enfim, respira aliviada ao deixar a zona de rebaixamento.

01/11/2019 07h21
Por: Redação

De um lado, drama. O Botafogo não fez jus à torcida alvinegra, que alcançou o melhor público no Nilton Santos no ano, e amargou uma frustrante derrota por 2 a 0 para o Cruzeiro - ficando a apenas três pontos da zona de rebaixamento. Do outro lado, alívio. Com o resultado, a Raposa - que fechou o placar no último lance da partida - chega a 32 pontos, fica a um do Glorioso, e deixa o Z-4.

As duas equipes volta a campo no domingo, às 19h. O Botafogo visita o Santos, na Vila Belmiro, enquanto o Cruzeiro recebe o Bahia, no Mineirão.

BATE E VOLTA

Os times começaram o duelo apostando nas bolas longas, com o Cruzeiro um pouco mais presente no campo de ataque. Logo aos três minutos, Marquinhos Gabriel saiu na cara do gol, mas parou na excelente recuperação do meio-xará Gabriel. O Botafogo respondeu em um bonito giro de Luiz Fernando, que mandou por cima da meta de Fábio.

FESTA FRUSTRADA

Empurrado pelo ótimo público, o Alvinegro crescia no jogo e ameaçou em cruzamento de Diego Souza, que quase tomou a direção do gol. Mas não demorou para a Raposa chegar em poucos toques e conseguir escanteio. Aos 25, Thiago Neves bateu e o jovem Cacá subiu muito para marcar seu primeiro gol como profissional e abrir o placar à favor dos mineiros no Nilton Santos.

PRESSÃO INFÉRTIL

Atrás no marcador, o Botafogo tomou as rédeas do confronto e encurralou o Cruzeiro no fim do primeiro tempo. Mas exalando tensão e mostrando um repertório muito curto, o Glorioso exagerou nas bolas alçadas e teve um aproveitamento baixíssimo pelo alto.

INCÊNDIO ALVINEGRO

Na primeira metade da etapa final, só deu Botafogo. O time de General Severiano alugou o campo ofensivo e anulou o contra-golpe cruzeirense. Essa pressão, porém, continuou acompanhada de poucas oportunidades claras. A melhor chance foi em um míssil de longe de Marcinho, que tirou tinta da trave e levantou a torcida.

AFROUXOU

Com o passar dos minutos, o ritmo da partida despencou. Ainda assim, o Glorioso tentava o abafa. Com a bola parada, Marcinho soltou a bomba, Fábio bateu roupa e Gabriel por pouco não marcou no rebote. O Alvinegro chegou a 13 escanteios, tentou de tudo, mas não conseguiu o empate e flerta mais do que nunca com o Z4. No último lance da partida, com o Botafogo já desorganizado, Ederson recebeu na área, soltou a bomba e fechou o placar a favor dos mineiros.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários