Anúncio
?

Salão ou túmulo? Galo encara o Goiás no Mineirão, onde sofreu muito nesta temporada

...

06/11/2019 15h33
Por: Hiago

O drama vivido pelo Atlético neste returno do Brasileirão – o time conquistou apenas nove dos 33 pontos que disputou desde o início da segunda metade do campeonato – chegou a uma situação que beira o ‘tragicômico’: por conta da ameaça da degola, o clube vem tratando o jogo desta quarta-feira (6), às 20h, no Mineirão, como “Missão Goiás” – o site do alvinegro ratifica isso. Quem iria imagina que tal partida, válida pela 31ª rodada, seria cercada de ares de decisão para a saga da sobrevivência do Galo na Série A? E o curioso é que o clube resolveu mandar o duelo justamente para um estádio ‘amaldiçoado’ na temporada.

Apelidado de ‘salão de festas’ em um passado não muito distante, o Mineirão em 2019 tem um sentido mais próximo do termo usado pelo ex-presidente da agremiação e atual prefeito de BH, Alexandre Kalil: ‘o túmulo do Atlético’. Foi ali, no Gigante da Pampulha, que o Galo enterrou seus principais sonhos no ano.

Em 11 confrontos – seja como mandante ou visitante nos clássicos contra o Cruzeiro –, o time alvinegro acumulou cinco vitórias, um empate e cinco derrotas. Os tais reveses culminaram no vice-campeonato mineiro, numa eliminação precoce na fase de grupos da Libertadores, na perda da liderança do Brasileiro ao fim da quarta rodada e na desclassificação nas quartas da Copa do Brasil.

E nem todo triunfo foi comemorado. Os 2 a 1 sobre o Colón, no embate de volta das semifinais da Sul-Americana, levaram a decisão da vaga para a disputa de pênaltis, vencida pelos argentinos.

O que não pode é o Galo repetir os fiascos recentes em um jogo que ganhou a conotação de ‘final’. Vencer o Goiás se tornou uma obrigação na luta contra o rebaixamento. Se faz necessário mostrar um ‘pingo de honra’ a uma torcida que passou vergonha com sua equipe em momentos-chave da temporada.

“O Mineirão não deixa de ser a casa do Atlético. É óbvio que pensamos em um jogo forte na quarta-feira, diante de uma equipe bem montada e bem dirigida, mas acho que o Atlético tem tudo para dar uma subida novamente”, afirmou o técnico Vágner Mancini, ciente de que está pressionado mesmo com tão pouco tempo de trabalho – em cinco partidas, ele computa uma vitória, dois empates e duas derrotas.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários